Quadrinices 006 | Meu Amigo Dahmer

Quadrinices 006 | Meu Amigo Dahmer

No sexto episódio do Quadrinices, algumas perguntas ficam no ar: qual a origem do mal? É uma “coisa” inata ou pode ser desenvolvida? 

Alguns especialistas já tentaram analisar de onde surge o instinto matador que assola certas pessoas. Algumas você pode ter ouvido por aí: Jonh W. Gacy, Charles Manson, Aileen Wuornos… a lista é grande; e mesmo bizarra, essa pergunta fascina o universo do entretenimento, e consequentemente a cultura pop: desde Psicose até Dexter (termina na quarta temporada, nós sabemos).

E neste episódio do podcast daremos uma “provinha” de Meu Amigo Dahmer, uma das primeiras publicações do selo de Graphic Novels da editora Darkside. A HQ levanta hipóteses sobre a vida de Jeffrey Dahmer, que tornou-se conhecido como o “Canibal de Milwaukee”, sendo responsável por uma chuva de horror nos Estados Unidos. Tal visão vem pela observação de seu colega de sala nos anos 70, o roteirista e ilustrador Derf Backderf, que jogou basquete, riu, saiu e sentou ao lado de Dahmer durante sua estadia no colégio.

Além das lembranças, Backderf realizou entrevistas, leu artigos do FBI e levantou diversos dados para tentar apresentar um exposé de Jeffrey e o que poderia ter sido o início para seus impulsos.

Bom, é isso aí. Sem mais delongas, bora pro play!

 

Download | Feed | itunes | Podbean

 

Para sugestões, elogios ou reclamações, é só entrar em contato através do nosso mail, deixar um recado aí embaixo nos comentários ou procurar a gente nas nossas redes, ok? E não esquece de curtir a gente no iTunes!

Se interessou pela HQ? Compre via link da Amazon abaixo; assim você também nos ajuda a continuar com o projeto. E excepcionalmente colocamos dois livros também da Darkside sobre o assunto (e que ajudaram na criação do episódio); entre eles, um escrito por Ilana Casoy – a maior especialista no Brasil quando o tema é serial killer. Vai perder?

Edgar Santos
Escrito por Edgar Santos

Editor do site Cinemáticos, diretor de arte, leitor de HQs e fã de Blaxploitation.

Ainda não há comentários.

Ninguém ainda deixou um comentário para esta publicação!

Deixe uma resposta