Vizinhos

Vizinhos

A relação meia-idade/imaturidade tem sido uma das maiores fontes de inspiração para as comédias americanas no século XXI, especialmente as produzidas por Judd Apatow ou protagonizadas por Seth Rogen. Vizinhos é mais um ótimo exemplo dessa safra que, apesar de mostrar sinais de cansaço em alguns longas, às vezes ainda acerta em cheio.

O filme começa apresentando a vida do casal Radner (Seth Rogen e Rose Byrne) e a filha recém-nascida, deixando claro suas incertezas e completa paspalhice como pais de primeira viagem. É um início agradável e com meia-dúzia de situações engraçadas, mas que não promete muita coisa. Até o momento em que o principal ponto da trama surge: os novos vizinhos do casal são uma fraternidade universitária, conhecida por suas orgias monstruosas e barulhentas. Tendo como líderes Teddy (Zac Efron) e Pete (Dave Franco), é questão de tempo até que os conflitos se iniciem.

E em boa parte desses conflitos reside o mérito de Vizinhos. Além da excelente química entre Rogen e Efron (este na mais relaxada e convincente interpretação de sua carreira) é louvável a forma como a trama se desenvolve sem forçar situações estúpidas, mesmo beirando o absurdo em diversos momentos. A relação entre uma vida adulta chata e a irresponsabilidade inconsequente de jovens prestes a se tornarem adultos também merece destaque por não forçar as mensagens de forma óbvia no espectador. É mais um ponto a favor na forma de progredir a trama e desenvolver seus personagens sem perder a graça.

Existem momentos individuais que merecem destaque, especialmente o esquema da traição entre os dois universitários principais e a “festa De Niro”, sem falar na forma ridícula como os jovens incentivam a própria amizade quase alimentado-a com frases patéticas e vazias. Brilhando também nas referências a cultura pop que permeiam todo o filme (Kevin James, Breaking Bad, Deadwood, Abercrombie & Fitch), em poucos momentos sentimos o ritmo cair.

Contando com um elenco bem escalado, quase todos são bem aproveitados, exceto por Christopher Mintz-Plasse (o eterno Mclovin), quase não tendo participação na trama. Rose Byrne convence como esposa lerda e atrapalhada, Ike Barinholtz como melhor amigo do casal se destaca e surpreende. Dave Franco é carismático e um dos poucos da fraternidade que parece ter um resquício de cérebro. Contando ainda com uma participação hilária de Lisa Kudrow em duas cenas que merecem destaque, o show é realmente de Seth Rogen e Zac Efron, que parecem estar se divertindo mais do que trabalhando.

Vizinhos já tem continuação certa, após o sucesso de bilheteria que foi nos EUA. Resta esperar para saber se conseguirão repetir a fórmula acertando sem repetições e mantendo o mesmo nível.

Felipe Franca
Escrito por Felipe Franca

Ainda não há comentários.

Ninguém ainda deixou um comentário para esta publicação!

Deixe uma resposta

Vizinhos


PAÍS: EUA
CLASSIFICAÇÃO:
DURAÇÃO:
ESTREIA: 19 de janeiro de 2019
DIREÇÃO: Nicholas Stoller
ELENCO: Seth Rogen, Zac Efron, Rose Byrne
SINOPSE: Mac (Seth Rogen) e Kelly Radner (Rose Byrne) acabaram de se mudar para uma casa nova, junto com o filho recém-nascido deles. Aparentemente trata-se do local perfeito para criar uma família, mas logo o casal percebe que as aparências enganam. Especialmente quando um dos vizinhos é Teddy Sanders (Zac Efron), que lidera os jovens das redondezas nas confusões aprontadas por eles.