Os Estranhos: Caçada Noturna

Os Estranhos: Caçada Noturna

Nos últimos anos uma boa safra de filme de terror vem chegando nos cinemas: o oscarizado Corra!, Corrente do Mal, A Bruxa, Invocação do Mal, It: A Coisa entre outros, aproveitam-se do seu baixo orçamento e amealham milhões, além dos prêmios que conseguem graças a ótimas performances.

Os Estranhos: Caçada Noturna seria um filme muito inovador no gênero. Se lançado nos anos 60.

Mas nem tudo são flores nessas produções; vez ou outra rola uns tropeços como o caso de Os Estranhos: Caçada Noturna, sequência do filme homônimo de 2008 dirigido por Bryan Bertino e estrelado por Liv Tyler e Scott Speedman. Nessa versão de 2018, agora capitaneada por Johannes Roberts temos Christina Hendricks (Doce Argumento) e sua família composta pelo marido (Martin Henderson, o Dr. Nathan Riggs de Grey’s Anatomy) e seus dois filhos adolescentes (Bailee Madison, de Esposa de Mentirinha e Lewis Pullman, de Em Busca de Vingança) que vão passar um fim de semana no hotel de trailers de parentes. Só que três maníacos mataram os anfitriões e estão dispostos a realizar o mesmo com os visitantes. Sem explicação. Sem motivo. E isso é o de menos.

Sabe quando mesmo usando as ferramentas de um artista talentoso o resultado genial não é obtido? Mesmo com as aproximações de câmera vistos em Corrente do Mal, enquadramentos que lembram obras de John Carpenter, cenas que lembram O Massacre da Serra Elétrica e trilha oitentista brega (com direito a Kids in America de Kim Wilde e Total Eclipse of the Heart com Bonnie Tyler), o filme não entrega nada que não se tenha visto em meia dúzia de filmes de terror. Creio que a única “façanha” é matar primeiro Christina Hendricks, deixando o filme para os demais. 

Ademais, os mesmos clichês do gênero como scare jumps, os assassinos presentes em todos os locais e fotografia saturada com logo remetendo a filmes B dos anos 70 – mesmo ela apegando-se ao amarelo, cor que promove a loucura e medo proveniente da situação. Soma-se a estupidez das vítimas unidimensionais e de breve estadia no mundo, tal qual personagens descartáveis de um slasher movie.

Mas dentre todos os problemas, o pior é a desonestidade em falar que o filme é baseado em fatos: muito de longe assemelha-se aos Assassinatos de Keddie, um quádruplo homicídio que ocorreu em uma estância turística no Norte da CalifórniaEstados Unidos, em 1981. Mas muito de longe a ponto de ser ridícula a relação.

Os Estranhos: Caçada Noturna seria um filme muito inovador no gênero. Se lançado nos anos 60.

Edgar Santos
Escrito por Edgar Santos

Editor do site Cinemáticos, diretor de arte, leitor de HQs e fã de Blaxploitation.

Ainda não há comentários.

Ninguém ainda deixou um comentário para esta publicação!

Deixe uma resposta

Os Estranhos: Caçada Noturna


PAÍS: EUA
CLASSIFICAÇÃO: 16 anos
DURAÇÃO: 85
ESTREIA: 20 de junho de 2018
DIREÇÃO: Johannes Roberts
ELENCO: Christina Hendricks, Bailee Madison, Martin Henderson
SINOPSE: Uma família em um parque de casas móveis isoladas é visitada à noite por três psicopatas mascarados, testando todos os limites.