TOP MCU – PARTE 1

TOP MCU – PARTE 1

Pois é, Vingadores Guerra Infinita tá chegando por aí, e nada mais justo que REVER TODOS OS FILMES do Universo Cinematográfico da Marvel (carinhosamente chamado MCU) para fazer uma ultra lista – dividida em 6 partes – com a classificação até chegar nos melhores filmes. Não é genial?

E para brindar esse evento, a gente também criou um super infográfico com a organização dos filmes e série no universo. Para baixar é só clicar aqui.

Vamos para a primeira parte:

 


18 | THOR (2011)

Dirigido por: Kenneth Branagh
Roteiro de: Ashley Miller, Zack Stentz e Don Payne
Quando foi anunciado que o primeiro longa do deus do trovão seria encabeçado por Kenneth Bragagh, houve um entusiasmo por parte do público e da crítica especializada. Um diretor com estudo aprofundado em Shakeaspeare seria o ideal para colocar em tela os conflitos familiares da conturbada família de Odin. Pena que na prática tivemos uma visão superficial sobre Asgard, cuja pomposidade excessiva no comportamento e nos diálogos de seus personagens afastava uma potencial identificação por parte do público. Já no núcleo da Terra (ou Midgard), o filme apresenta uma narrativa frágil, que tenta se sustentar na relação sem química alguma entre Thor e Jane Foster. Talvez, sem o Loki de Tom Hiddleston, que aqui ainda não se enveredou pelos excessos interpretativos que desenvolveria em Vingadores, o filme seria inassistível.

 


17 | HOMEM DE FERRO 3 (2013)

Dirigido por: Shane Black
Roteiro de: Drew Pearce e Shane Black
Após um giro completo pela fase um, sendo grande destaque em seu encerramento, o Homem de Ferro retorna para a segunda fase do MCU com uma afetação gritante. As gags físicas excessivas roubam o brilho da ironia e sarcasmo vistos na gênese do personagem em um filme oco, cujo conflito principal sofre por uma construção frágil e pelas ações inócuas de vilões caricatos. Como um episódio ruim de uma série de TV, Homem de Ferro 3 parece o tempo todo flertar com a possibilidade de mudança de seu personagem, mas para cada passo dado pelo roteiro, dois são dados para trás no intuito de não afetar o arco geral que o personagem passaria pelos próximos filmes. Um filme não apenas dispensável na filmografia do MCU, mas perigoso por ser o momento em que muitos dos espectadores simplesmente se cansaram de Tony Stark. Não é à toa que este foi seu último filme solo.

 


16 | HOMEM DE FERRO 2 (2011)

Dirigido por: Jon Favreau
Roteiro de: Justin Theroux
Aqui eu traço uma linha entre o que seria considerado ruim e fraco. Homem de Ferro 2, diferente de seu sucessor, entende o psicológico de seu personagem, sabe fazer humor com seus defeitos, mas na prática não tem uma linha narrativa forte para sustentar a atenção do público ao longo de sua duração completa. O perigo eminente do envenenamento por Paladium, martelado durante todo o filme, acrescenta um toque de sentimento de urgência eficaz, enquanto as peripécias que envolvem os vilões Hammer e Whiplash (Chicote Negro nas HQs) soam redundantes e ingênuas demais para serem levadas à sério. A sensação final é que de fato existia um bom filme ali no arco de Tony Stark, mas a necessidade do roteiro de criar múltiplas tramas, sem o auxilio de personagens coadjuvantes fortes que segurassem essas estruturas, faz do filme um dos mais esquecíveis do MCU.

Klaus Hastenreiter
Escrito por Klaus Hastenreiter

CEO BITCH na empresa Olho de Vidro Produções, ator, cineasta, crítico e fofo.

1 Respostas de comentários

  1. Avatar
    abril 18, 2018

    Acho que esses realmente poderiam ser os piores do MCU.. pessoalmente só mudaria a ordem. Acho Homem de Ferro 3 o pior, seguido de Homem de Ferro 2 e Thor em seguida. Aliás, fico até com alguma dúvida se o 2o filme do Thor não seria pior que o 1o..

    Resposta

Deixe uma resposta