Asia Argento faz discurso poderoso em Cannes sobre abuso

Asia Argento faz discurso poderoso em Cannes sobre abuso

Não só os prêmios foram os pontos altos da de Cannes: durante a cerimônia de premiação no sábado à noite (19/mai), Asia Argento fez duras críticas ao ex-magnata do cinema Harvey Weinstein e, por extensão, ao festival francês.

“Em 1997, fui estuprada por Harvey Weinstein aqui em Cannes”, ela começou durante a apresentação do prêmio de melhor atriz ao lado de Ava DuVernay. “Eu tinha 21 anos. Este festival foi o seu terreno de caça”.

“Eu quero fazer uma previsão. Harvey Weinstein nunca será bem recebido aqui novamente ”, disse ela. “Ele vai viver em desgraça, evitado por uma comunidade cinematográfica que o abraçou e encobriu seus crimes.

“E mesmo esta noite, sentado entre vocês, há aqueles que ainda precisam ser responsabilizados por sua conduta contra as mulheres”, disse ela. “Para o comportamento que não pertence a este setor, que não pertence a nenhum setor ou a qualquer local de trabalho. Você sabe quem você é. Você não pertence a este setor. Mas o mais importante é que sabemos quem você é e não permitiremos que você se livre disso por mais tempo”.

Argento, uma atriz italiana, foi uma das muitas que apareceram no artigo de 2017 da New Yorker, de Ronan Farrow, que deu início ao fluxo de alegações contra Weinstein.

Embora Cannes tenha  implementado uma linha direta de assédio sexual neste ano, o festival de cinema foi inicialmente criticado por ser lento em responder ao momento do #MeToo.  A indústria cinematográfica francesa como um todo demorou a seguir o movimento anti-assédio, em parte, pelas rígidas leis francesas contra difamação, bem como diferentes “barreiras culturais”.

Veja o discurso abaixo. as Informações são da Variety.

 

Edgar Santos
Escrito por Edgar Santos

Editor do site Cinemáticos, diretor de arte, leitor de HQs e fã de Blaxploitation.

Ainda não há comentários.

Ninguém ainda deixou um comentário para esta publicação!

Deixe uma resposta